domingo, 30 de outubro de 2011

o sonho Blanco


Quando a luz me empurra sinto como um colo materno sua sabedoria. Começo o voo livre dentro da alma que me faz caminhar sem tocar o chão...
Apenas lendo e divulgando a força da terra, sou a luz da amizade que vem e vai dos meus grandes amigos.

Para a busca do crescimento.

Deus me de tempo...

Que meus amigos não percam tempo.


Divido com todos que estiveram comovidos com a triste escolha de nosso amigo João Blanco, nesse dia 26. Algo que jamais, neste plano, será esclarecido. Porém, a força de orações, completamos nosso apoio fundamental aos familiares e amigos deste inocente. Vítima da fraqueza dos humanos que, enfermos, agem no impulso rápido de abandonar a luta e mudar o plano da guerra.

Após ter acompanhado meus irmãos da família Blanco nos diversos detalhes que envolvem este momento de ritual de despedida, no final da tarde, assumi o cuidado de meu filho de um ano e quatro meses. Ficaria com ele até que adormecesse e após o entregaria aos cuidados de sua mãe, e retornaria para continuar o auxílio. A caminho de entregá-lo, desisti... e fiquei com ele, para que fosse meu companheiro no quase que impossível descanso daquele dia de tristes emoções.

Ao meu lado dormia um anjo, o ser mais próximo de Deus que estava mais Perto de mim. A insônia dominava-me e imagens fortes do dia agitavam-me, negando o descanso que precisava. Foi quando dei a mão ao meu pequenino anjo e rezando muito forte recebi sua energia imensa e indescritível...

O sonho passou a ser lindo... Nosso amigo que resolvera partir, sem despedida, estava lá. Usava uma larga bata branca, tipo as dos índios catequisados; caminhava num campo de pastos altos e adornado por diversas flores amarelas.

João caminhava com o mesmo, ou, melhor olhar que lhe era característico quando entre nós. Em passos largos levava o costumeiro mate e, olhando pro chão exalava a felicidade de quem vai ao reencontro de alguém que o aguardava. Não pude ver quem era, mas sei que o faria um bem imenso e o acolheria celestial.

O anjo retornou a casa do pai maior...
Sem pedir licença, nos deixou tristonhos
O anjo - agora perdoado -  está mais que vivo
Pois vi que estava mais feliz quando o avistei no sonho...


Para a busca do crescimento.

Deus me de tempo...

Que meus amigos não percam tempo.



Numa rede de orações, mais do que necessárias, vamos compartilhar a luz. 
 Após a leitura eu quero sua prece.

15 comentários:

  1. Belo texto,Lisandro.

    Não conhecia o João, mas vários amigos conheciam
    Ao conversar com uma amiga ela me contou da forma de sua partida e lembrei de um amigo que há quase dois anos atrás decidiu partir da mesma forma, sem adeus, nem despedida.
    Desejo muita luz para o João e também para os familiares.
    Abraço!!

    ResponderExcluir
  2. Maurício Abascal Teixeira30 de outubro de 2011 18:10

    Lisandro, é realmente comovente ler tuas palavras, e mais ainda as palavras de despedida de nosso amigo. A surpresa do ocorrido nos atacou de forma ferina, e a dor que acometeu a todos foi proporcional ao carinho que sempre semeou e angariou entre todos nós. Sofreu em silêncio, um dia antes ainda me brindou com um comentário gracioso em minha página do facebook, o que talvez faça minha própria bússula girar sem ter claro o norte disto tudo; não quero respostas, e acho que não as teremos neste plano, mas prosseguirei com minhas preces. Que aquele sorriso acompanhado de uma piada ou de um verso seja a imagem que levaremos dele por todas as nossas vidas. Com certeza é uma pessoa a ser lembrada como sinônimo de bondade e pureza. Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. 1- O Patrão é meu Pastor, nada vai me faltar.
    2 – Tu me faz tirar uma céstia nas coxilhas, pega minhas rédeas e me leva, devagarito, por águas tranquilas.
    3 - Esfria a minha alma, e de lambuja, me dirige por pagos de justiça, por amor do teu nome.
    4 - Ainda que a bala passasse rente as crinas deste vivente, não temeria mal algum, porque tu tá sempre do meu lado; a tua bombacha e as tuas espóras me aproxegam.
    5 - Me prepara uma bóia, loca de especial, na frente dos home, derrama esse óleo na minha cabeça, e minha cuia vai se enche.
    6 - Bah! – Bem capaz que tua bondade e a tua misericórdia não irá vaguear pelos dias deste indio véio, e assim, vou me encostar na casa do Patrão por longos dias.
    Vá em paz Joaozinho....

    ResponderExcluir
  4. Resumidamente:BÁRBARO!!quase me deu um treco quando li; quando olhei para o lado era o meu anjinho q estava dormindo tbm cmg!!

    ResponderExcluir
  5. De joelhos chego a ti
    No silêncio da oração
    Venho pedir comunhão
    Nesta prece comovida
    Trago minha alma ferida
    Com cicatrizes do tempo
    Peço mãe nesse momento
    Tua benção de Aparecida

    Nossa senhora Rainha
    Orai por nós pecadores
    Lava os prantos e dores
    Dos filhos que aqui estão
    Traga a todos o perdão
    E a harmonia pra alma
    Traga pros olhos à calma
    E alegria pro coração

    Nesse silêncio eu te peço
    A paz a luz e a cura
    A todos que a ti procura
    Envolve com o teu manto
    Enxuga o nosso pranto
    Nas horas tristes da vida
    Seja tua voz ó bendita
    A maior de todos os cantos

    Permita-me mãe nessa hora
    Que eu seja o teu instrumento
    E mesmo por um momento
    Eu deixe aqui tua mensagem
    Pois todos somos passagens
    Nesta vida tão pequena
    Pois que traz a alma serena
    Trará nos olhos tua imagem

    Mãezinha que estas no céu
    Nunca te esqueça de nós
    Aos filhos rogai por vós
    Buscando em ti uma prece
    Quando o corpo padece
    Das imperfeições do espírito
    A oração é como um grito
    Que da alma se estremece

    Seja feita a vossa vontade
    Assim na terra como no céu
    Do pecador ao mais fiel
    Abençoe de Luz sua vida
    Quando numa lágrima vertida
    Os teus filhos te procurar
    A tua benção vão rogar
    Nossa Senhora Aparecida.....

    Lisandro Simões
    30/10/11

    ResponderExcluir
  6. sem palvras pra descrever teu texto, mas com certeza as orações estão sendo levadas a essa alma que no plano terrestre era tão querido e amado por todos, eu tbm não conheci mas minhas preces estão sendo direcionadas a ele. abç

    ResponderExcluir
  7. Tchê Liso,

    Embora não morando mais em Bagé, mas mantendo contato com meus amigos, tive uma desagradável surpresa na sexta feira ao aparecer uma foto e um comentário do Elieser em relação ao João no mural do facebook, fui atrás e fiquei sabendo desta tragédia, fiquei com um aperto no peito, pois, queria entender o fato e como pai não aceito a partida de um filho, mesmo em Santa Cruz do Sul, meu pensamento estava em Bagé e lembrando do João com o sorriso costumeiro, então Liso digo que estas tuas palavras conseguiram me fazer entender o que estava acontecendo e também tentar entender o que irá acontecer em outros planos que ainda desconheço. Parabéns Liso, te falo de coração de amigo e coração de pai estas palavras me foram muito úteis e conseguiste atingir realmente o centro do alvo, que era o coração de todos nós. Parabéns

    Bruno Corrêa
    Santa Cruz do Sul
    31 de Outubro de 2011.

    ResponderExcluir
  8. muito linda tua oração lisandro.ficamos triste mas sabemos que deus ja recebeu de braços aberto o nosso amigo joão.

    ResponderExcluir
  9. Maurício Paz Barbosa1 de novembro de 2011 07:15

    Lisandro com o dom da palavra que deus te regalo, falaste o que todos nós que tivemos a sorte de conhecer e conviver com esta figuraça que era o joãozinho, queriam ter conseguido falar! embora não o visse a mais de ano me comoveu enormemente quando a notícia chegou aqui. me lembrou o tempo q passei na funba e o conheci, os mates na casa do uruguaiana, as vindas da funba de busão,e as cervejas no rota... que deus o receba de braços abertos, que aqui daqui como outros amigos que já se foram, sempre será lembrado nas nossa orações.

    ResponderExcluir
  10. Tche,Lisandro...compartilho teu blog desde a primeira vez que li.Tuas palavras verdadeiras, simples e cheias de vida trazem emoção e encantamento.Neste triste momento,eu, pedritense, faço minhas tuas palavras e peço a Deus que conforte a família do João,porque ele já está pra lá de confortável,proseando na Estância Grande...

    ResponderExcluir
  11. Se lavô....oremos ao amigo e bueno João Blanco

    ResponderExcluir
  12. Que se vá em paz meu amigo João, se por escolha ou não, fará muita falta a todos nós!

    Lizandro, emocionado estou com as palavras que expressaste em teu comentário, fiquei emocionado!

    Abraços hermano

    ResponderExcluir
  13. Emocionante estas palavras que acabei de ler.
    João Blanco, muitos que nem se quer tinham vínculo de amizade, apenas o conheciam das "gauchadas", outros nem isso, se emocionaram da mesma forma que seus amigos com sua partida, assim como eu. Na tarde de ontem (06-11-11), no parque do gaúcho, em uma linda homenagem que fizeram a ele, chorei junto com os meus amigos que lá estavam comigo. O carinho que todos tinham e continuarão sempre tendo por ele, demonstra a pessoa boa que ele era, me dando a certeza que ela exalará essa felicidade citada onde quer que ele esteja. Palavras estás não tão bem escritas quanto a de Lisandro, mais que me fez bem escrevê-las.

    ResponderExcluir
  14. Do abismo do meu sono
    Eu trago a luz e a verdade
    Anuncio o fim dos tempos
    Para os campos e cidades
    A divina natureza
    ... Faz de mim sua vontade

    Aos enfermos trago a cura
    Que me revela a divindade
    Das sagradas escrituras
    Prego o amor e a caridade
    Nem baionetas caladas
    Calarão minha verdade

    Os anjos estão comigo
    Eu trago a ressurreição
    Ao cerco do inimigo
    Nós não damos rendição
    Será a paz sobre as cinzas
    Morremos de armas na mão.

    Paz e Luz João Blanco...

    ResponderExcluir
  15. palavras que por faladas com emoção tocam um coração, registro aqui que tu não é apenas um grande escritor, músico ou poeta, mas sim alguém que sabe nos tocar a alma.

    ResponderExcluir