segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Quando um rancho abre sua porta


Quando um rancho abre sua porta
Pra receber um andante,
Abre-se nela o bastante
Para ofertar paz sublime...
Fica uma luz que hoje imprime:
Querência e gesto de altar.
Fica o abraço mais forte
Um ponto mostrando o norte
E um gosto bom de voltar.


Quando uma humilde família
Abraça a vida de andantes,
Volta pra ela o bastante
Pra renovar o sublime
E toda a luz que ela imprime
É mais querência que nasce!
Peço então que a luz te abrace
Bom rincão de Cacimbinha
Pois esta querência é minha
E me pediu que eu voltasse.


Obrigado Pinheiro Machado por um memorável final de semana na vida dos andantes.



Fotos Fernanda Botelho Vieira Polino

4 comentários:

  1. Parabéns,Lisandro!Mais uma vez fico emocionada com tuas palavras,que refletem o que te vai na alma:o comprometimento com a alma do Rio Grande,verdadeira,simples e pura!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Lisandro! Pelo show maravilhoso e mais do que isso foi pura emoção os desenhos de Adriano Alves, na 25ª Comparsa da Canção Nativa. Que Deus ilumine vcs. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Me arrepiei com o trecho:
    Peço então que a luz te abrace
    Bom rincão de Cacimbinha
    Pois esta querência é minha
    E me pediu que eu voltasse.
    Por ser uma cacimbinhense apartada, obrigada Lisandro Amaral!
    Tuíra Barcellos

    ResponderExcluir
  4. Jairo Garcia (garcia_j9@hotmail.com3 de março de 2012 06:47

    Grande Lisandro Amaral,
    Estive presente no teu show em Pinheiro e fiquei abastecido de musica campeira de verdade. Hoje moro no Paraná, mas sempre que posso volto no Alto Bonito, ali depois de Torrinhas pra rever meus pais e a querência que deixei. Como moro longe e não posso ir seguido, escuto diariamente a tua música "Porteira a fora", pois retrata o que eu vivi e assim mato a saudade e fortaleço minhas raízes.

    Um grande Abraço

    Jairo Garcia

    ResponderExcluir